Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Farmácia (PPGFAR-UFBA) da Universidade Federal da Bahia foi aprovado pela CAPES em 2008, incialmente com dez docentes permanentes e quatro colaboradores, todos da Faculdade de Farmácia da UFBA. Todos esses docentes apresentavam à época envolvimento com atividades de ensino, nos níveis de graduação (Farmácia) e também de Pós-Graduação, e desenvolviam projetos de pesquisa, na sua maioria, financiados pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) e/ou pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), conforme documentado nos seus currículos Lattes.
 
Em função das áreas de atuação dos docentes permanentes, eles foram agrupados em duas grandes linhas de pesquisa:
  • Fitoquímica e Farmacognosia - Isolamento e caracterização de substâncias bioativas a partir de espécies de plantas regionais.
  • Investigação Laboratorial de Doenças - Investigação dos mecanismos envolvidos na patogenia e patologia de doenças infecciosas, hematológicas, metabólicas e imunológicas. Desenvolvimento de métodos e ferramentas moleculares de aplicação no laboratório clínico. Devido a diversificação do seu quadro docente, a linha de pesquisa originalmente voltada para Fitoquímica e Farmacognosia foi renomeada para “Bioprospecção, avaliação e planejamento de moléculas bioativas” de forma à descrever com mais precisão as atividades desenvolvidas pelos docentes do PPGFAR-UFBA.
Logo após sua implantação, docentes ligados à área de investigação laboratorial de doenças iniciaram atividades conjuntas com o Programa de Pós-Graduação em Farmácia-Análises Clínicas da USP (conceito 7,0) através do projeto Cooperação e consolidação de pesquisas entre os Programas de Pós-Graduação em Farmácia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Pós-Graduação em Farmácia / Análises Clínicas da Universidade de São Paulo (USP) CNPq 620219/2008-4. Tais atividades tiveram um impacto positivo na formação acadêmica dos discentes, por propiciar maior interlocução com pesquisadores de referência nas suas respectivas áreas de atuação e por consolidar colaborações científicas previamente existentes e/ou alavancar a integração de docentes desses dois programas.
 
Levando em consideração os ganhos oriundos da colaboração descrita acima, em 2012, iniciaram-se atividades conjuntas com o programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas da Faculdade de Farmácia de Ribeirão Preto (FCFRP-USP).
Português, Brasil